Planeamento Estratégico de Transportes

Planeamento Estratégico de Transportes na Área Metropolitana de Lisboa (AML)



Num momento em que se verificaram profundas alterações no sistema tarifário dos transportes coletivos da AML - introduzindo uma tarifa única para as deslocações no interior de um concelho e outra para deslocações que envolvem mais de um concelho metropolitano -, de que terá resultado um aumento médio do número de passageiros superior a 20% e numa altura em que estão em curso os concursos para a concessão de todos os serviços de transporte que não sejam propriedade do Estado, é oportuno promover um debate alargado envolvendo todos os modos de transporte que compõem este sistema, no sentido de discutir qual a sua desejável evolução estratégica (modal e do próprio sistema) e clarificar a situação de partida.

Proporcionou-se um espaço de discussão sobre os problemas de que o sistema de transportes coletivos da AML padece e equacionar as mudanças necessárias no sentido de o tornar mais eficiente, equitativo e atrativo em relação ao transporte individual.

Neste contexto, o Conselho Diretivo Nacional da Ordem dos Engenheiros (OE), em estreita articulação com a Comissão de Especialização em Transportes e Vias de Comunicação, promoveu uma sessão dedicada ao tema "Planeamento Estratégico de Transportes na Área Metropolitana de Lisboa”, que decorreu dia 12 de fevereiro, no auditório da Sede Nacional da OE, em Lisboa.










Parceiros Institucionais